As duas faces de um crime (1996)

por Luis Galvão

Ainda na fase de ‘filmes com reviravoltas’ (assim como Vidas em Jogo), As duas faces de um crime se torna um pouco mais espetacular por causa de um jovem ator escolhido entre mais de dois mil após a rejeição de Di Caprio para interpretar o jovem Aaron Stampler. Norton está espetacular e cria um personagem cheio de camadas psicológicas assustadoras. Gere e Linney estão bons também, ele com a cara de canastrão de sempre (em um papel que quase é reprisado em formato musical em Chicago) e ela com os tiques da advogada que ainda sente a pressão da responsabilidade, mas tenta lidar da melhor maneira com isso.