O GRANDE GATSBY

por Luis Galvão

Com uma mão pesada que priorizou a imagem em detrimento de uma montagem mais acessível, os cortes não favorecem o espetáculo visual que atravessa a tela (e em 3D se assemelha a espetáculo de fogos de artifícios) .
No meio a tanto brilho, Carey e DiCaprio parecem incomodados com tanto superficialidade e confundem atuação e preguiça.
Se eu fui um dos poucos que defendi Austrália, dessa vez, Gatsby não merece redenção.

O Grande Gatsby (dir. Baz Luhrmann) 6,76

Anúncios