O time de ouro de Good Wife

por Luis Galvão

[SPOILER ALERT!] A terceira temporada de Good Wife terminou dias atrás, mas minha maratona só acabou há poucas horas e tenho plena certeza que a série alcançou seu plot mais intrigante dos finais de temporada. O marido de Kalinda, Alicia, novamente, entre Will e Peter (muito mais para o segundo, no entanto), a firma em maus lençóis, com chances de fechar, falir e todo mundo ser preso. Conspiração de dois grandes rivais (Michael J. Fox e Martha Plimpton merecem um Emmy por suas participações no último episódio) para derrubar a firma e no final das contas apenas uma distração para roubar o principal cliente de Lockhart/Gardner – que agora não mais é.

Cary sendo contra e atacando e no finalzinho, se rendendo a uma boa mesa para trabalhar. O personagem alcançou o topo na Promotoria e caiu no mesmo instante. Foi embora, se rendeu a Peter e agora cria alianças com Alicia. O que esperar dele? Nada mais que um grande aliado nesse momento.

Não podemos esquecer das participações de Anika Noni Rose indo atrás de Will quando na verdade queria tirar o Peter. A derrota dela e o final foi memorável, caso algum dia fique na mesma posição de Peter naquele momento, já tenho minha reação pronta.

Dizer que a série cresceu com o tempo, é algo claro, mas ter a certeza que os nortes que a série pode tomar estão definidos, acredito que nem mesmo os personagens sabem. Qual o futuro da firma, o que será de Alicia, Kalinda, Peter, Will, Cary ou Diane e quando a quarta temporada irá voltar são perguntas que teremos que esperar ansiosos. E entre todos os juízes, advogados e personagens do FBI que surgiram, ainda fico com Elsbeth Tascioni.

The Good Wife – 3ª Temporada