Românticos Anônimos

por Luis Galvão

Quando um casal com os mesmos problemas e a mesma paixão por chocolate se encontram, o que pode resultar? Na comédia (no sentido mais singelo da palavra), Românticos Anônimos é um daqueles filmes franceses que com a receita correta, chega em qualquer lugar do mundo com o mesmo frescor de sua nacionalidade.

Abdicando de qualquer humor negro que poderia ser utilizado, Jean-Pierre recrutou dois atores com características físicas complementares e traçou a personalidade de ambos sob um mesmo olhar. Pessoas extremamente tímidas, que estão com suas carreiras decaindo (ele, um dono de uma fabrica de chocolate quase falida e ela, uma doceira espetacular que não consegue se relacionar) e coloca uma pitada de amor desde o princípio.

É claro que todo clichê amoroso está presente, mas as cores, o elenco e a falsa crença que o mundo é tão bom, bonito e delicioso quanto o filme, conseguem surpreender agradavelmente e até um pouco piegas demais para alguém se identificar. Mas, às vezes, é a pura realidade.

Les Emotifs Anonymes de Jean-Pierre Améris ***