o primeiro mentiroso

por Luis Galvão

Como uma história tão interessante, com ótimas participações especiais (Tina Fey é um claro destaque) e Gervais como ator principal e co-diretor deu um resultado tão instável quanto uma piada que demora muito para terminar e nem tem tanta graça assim? Posso culpar, primeiramente, o próprio Gervais que mostrou falta de timming paa uma comédia mais usual, sempre tratando seu personagem (o primeiro mentiroso em uma humanidade que só conta a verdade e está acostumada a aceitar qualquer tipo colocação) como um personagem dramático.

O enredo se torna uma trama romântica disfarçada de comédia. Fica repetitiva e com uma lição de moral no final digna de filmes da Disney. Desnecessário. Faltou Gervais colocar a história nos trilhos certos e ter a consciência que estava fazendo um filme para divertir. Muito mais simples do que ele poderia pensar.

The Invention of Lying de Ricky Gervais e Matthew Robinson

Anúncios