considerações do emmy .11

por Luis Galvão

Não vou dizer que amei de todo coração. Mas minha satisfação em ver Mad Men mais uma vez ocnsagrada em uma temporada tão digna quanto os tempos áureos da trama (e que momento não foi áureo?) foi enorme. E mesmo com o resto da premiação cheio de equívocos (ou não), não tiraram o brilho dos meus olhos ao lembrar que Don & Cia. mais uma vez chegaram no pódio.

Parsons arrancando o prêmio e a chance de Carell. A brincadeira com McCarthy tirando o prêmio certo de Laura (em uma coroação emocionada e a melhor da noite com todas de pé. E veja os dedos cruzados de Laura!). Bem bolado e nem fiquei com tanta raiva dela assim. O resto de comédia ficou para Modern Family. E eu adorei também. O casal Phill e Claire é o que ainda me faz baixar o seriado. E Julie Bowen é linda.

No Drama, fiquei meio por fora. Não assisto Fridy Night Lights, mas tenho certeza que Kyle é melhor que Hamm. Não assisto Justified, mas até gosto da cara de Margo Martindale. Magulies levando por Good Wife (sempre muito querida) e Peter – o alívio cômico de Game Of Thrones – ganhando merecidamente (quem já leu o livro, sabe que essa segunda temporada também vai ser totalmente dele).

Enfim, acho que Jane Lynch se comportou de modo efetivo e todos os prêmios foram bastante aplaudidos. No final de tudo, sempre é legal essa coroação de séries que dedicamos tanto tempo em frente aos computadores sendo acompanhada tão de perto. Valeu, Emmy.