contra o tempo

por Luis Galvão

Primeiro com Lunar e agora com Contra o Tempo, Ducan Jones se tornou, na sua essência, um cineasta que transforma pequenos filmes em grandes obras. Pequeno não no sentido de ser fácil (este, principalmente, não é digerido bem nos minutos iniciais), mas filmes que não levantam muitas expectativas e no final, surpreendem de formas inesperadas.

Tentar explicar a história de um Projeto do Governo criado para colocar um capitão do exército no corpo de um professor nos últimos oito minutos de sua vida antes de um trem em que ele está dentro explodir de uma hora para outra, é difícil até na sinopse. Mas saiba, muita coisa vai ser explicada no decorrer do filme e as explicações seguem uma linha lógica (fantasiosa).

Alguns pontos sobre viagens no tempo são levantados e até mesmo um caso amoroso (desnecessário, na verdade) tem vez em um filme que preza pela aventura. Talvez o final seja inadequado e tira um pouco o valor do filme, mas a trajetória até a conclusão é eficiente.

Contra o Tempo de Duncan Jones