o louco amor de yves saint laurent

por Luis Galvão

image

Por mais que o mundo da moda seja um segmento de nossa cultura recriminado como elitista e puramente fashionista, é impossível se tornar passivo de um estudo interessante sobre as diversas formas de manifestação da arte, até que ela seja uma roupa em uma modelo anoréxica.

O nome de Yves está inseparável das transformações que levaram a moda ser como ela é hoje. O documentário francês aprofunda não apenas essa questão maior, mas também no relacionamento com Pierre Bergé, seu companheiro de toda vida (o primeiro encontro dos dois foi o funeral de Dior, a partir daí você avalia os quão prestigiados ambos já eram).

O referencial base para o desenrolar do filme é um leilão pós-morte de Yves realizado por Bergé que rendou a pouca quantia de 370 milhões de euros. E é o próprio Bergé que narra toda a história de forma bem apaixonante (tanto pelo estilista, quanto pela própria moda). A quem interessar possa, o documentário não é restrito a um público de apreciadores de moda – é claro que eles vão se deliciar com diversos desfiles – mas sempre é interessante avaliar um segmento da arte de uma nova perspectiva. Foi a minha vez.

O Louco Amor De Yves Saint Laurent de Pierre Thoretton

Anúncios