jack jonhson em recife

por Luis Galvão

image

Trazendo na bagagem sucessos como Flake, Better Together ou Sitting, Waiting, Wishing, Jack Johnson aportou em terras recifenses já com uma mudança no local (que antes iria ser no Cabanga Iate Club – e recebeu, entre outros artistas, Jason Marz ainda esse ano), mas pela procura dos ingressos foi para um Centro de Convenções do Recife, local fechado e normalmente quente até demais.

O ambiente do Centro, porém, estava agradável e não fazia calor (o que é quase impossível se tratando da Veneza Brasileira) e sua chegada calma e mansa lá pelas 23hrs40min, encontrou um público esperançoso de grandes sucessos. Todos estavam lá e Jack foi recebido com o coro do público – algo bastante comum aqui em Pernambuco, as pessoas andam cantando. Depois de 1hrs30min basicamente de show, ainda teve um bis solo e a satisfação nos rostos dos pernambucanos.

O plus ficou com uma sombrinha de frevo sendo jogada no palco e servindo de apoio para o pianista e para abertura de G. Love contagiante. Enfim, tudo aquilo que se esperava: música boa, ambiente agradável e só faltou uma fogueira e areia nos pés para ser mais marcante.

Jack Johnson faz o show To The Sea no Centro de Convenções.