lope

por Luis Galvão

imageÉ, no mínimo, curioso o percurso do diretor brasileiro Andrucha Waddington em terras espanholas para narra a história do dramaturgo Lope de Vega. Com uma produção caprichada e direção correta, o filme acertou ao trazer para o mundo os escritos desse talentoso artista misturados a história de amor do Lope (Alberto Ammann) com Isabel (uma excelente Leonor Watling), mas se autorestringiu ao narrar uma época ‘pequena’ da vida do artista, limitando a história a uma narração óbvia de conquista do amor.

Na parte técnica, o brasileiro responsável pela fotografia de À Deriva e Casa de Areia e a trilha sonora do espanhol Velázquez enriquecem a trama, junto a uma bela composição original do já oscarizado Jorge Drexler. É um constrangimento, porém, vê o Selton Mello falando espanhol com esforço hercúleo. No final, se torna um filme bonito artisticamente, mas que limita sua própria narração. [3/5]

Anúncios