o mágico

por Luis Galvão

imageDe onde vem tanta inspiração para o lirismo francês que transpõe a tela? Da poesia de suas ruas iluminadas, da essência melancólica e destrutiva de personagens, da ruína e da ascensão do velho humor decadente? Sylvain Chomet traduz todos esses méritos em uma coesa narrativa que envolve pelo lúdico e pelo poético, pelos detalhes e pelo arranjo simples do pincel no papel, pelo silêncio e pela categórica história do artista francês Tati. Um truque de mágica que não poderá ser desvendado facilmete. [4/5] MUBI