Marley & Eu | 2008

por Luis Galvão

imageNão consigo entender a quantidade superlativa de filmes sobre cães. Não que as histórias que envolvam o animal sejam o ponto chave para o desenvolvimento de questões humanas, mas que eles – os bichos – estão ali como um artifício cinematográfico para verter mais lágrima, em minha opinião.  Não é bem o caso do filme de  David Frankel que consegue desenvolver bem seus dois personagens principais (Aniston e Owen) e deixa o Marley do título como um ‘coach’ para a construção do caráter de ambos. Ele é essencial para o entendimento, mas não se torna o motor das questões levantadas. Porém, quando o centro do filme se volta para o cão, o filme entra nos clichês, manipulações e sentimentalismo básicos. O pior cachorro do mundo que foi comprado em liquidação tem um elenco de apoio que faz funcionar, mas um roteirista que não fugiu do drama familiar com animais. Mesmo que tenha se esforçado para tal. [3/5] IMDB