O Último Exorcismo | 2010

por Luis Galvão

imageJá havia dito como a indústria do terror está cada vez menos eficaz hoje em dia. Não existem mais adolescentes medrosos que se arriscavam, nem internet que não mostre coisa pior do que pode ser visto no cinema e a cada lançamento ficamos nós, adoradores de um bom suspense, com a esperança ativada. Infelizmente, não é em ‘O Último Exorcismo’ que nossa necessidade será suprida, uma vez que o filme de Daniel Stamm tenta misturar a onda de ‘documentários falsos’ (leia-se filhos de Bruxa de Blair e Atividade Paranormal) com demônios e garotas se contorcendo e o resultado que deveria ser interessante, é ruim.

Se a idéia inicial de mostrar a fraude por trás das sessões acaba indo por um caminho não esperado pelo protagonista, o filme caminha por outro lado. As cenas são toscas e não assustadoras. A câmera fora de foco dar dor de cabeça e não a atmosfera do longa. O fim é extremamente falho. Falta criatividade, inovação e um pouco de senso para os roteristas que não sabem caminhar com a trama e desenvolver uma estrutura lógica básica.

(The Last Exorcism) |