Bernard e Doris | 2007

por Luis Galvão

imageMesmo que a velha história do ‘mordono e madame’ já ter rendido bons filmes, o ator Bob Balaban dirigiu a quase biografia da afortunada Doris Duke e seu fiel Bernard Lafferty. Susan Saradon, dispensando elogios, com uma personagem que por si só já é um retrato filantrópico comum. Muita bebida e uma estranha relação com as plantas (ato que cultiva por toda vida). Ralph Fiennes é que parece ter tido um maior problema na construção do personagem, mas consegue se sair bem na transformação por qual Bernard passa ao conviver com Mrs. Duke. Técnica alinhada com os objetivos do filme dá o último toque especial que ele necessitava, tranformando a película em algo prazeroso, porém nunca fácil demais. Vale pela construção da relação entre Duke/Saradon e Bernard/Fiennes.

(Bernard and Doris) |||