Tokyo! (2008)

por Luis Galvão

Gondry, Carax, Joon-ho. Três diretores, três diferentes estilos, uma só cidade. Poderia ser um segmento do projeto Cities of Love, mas não é. O filme “Tokyo!” vai contar três histórias passadas na cidade-néon, mas não consegue exprimir um roteiro lógico nos suas partes e apresenta algumas qualidades individuais, pecando no desempenho geral. “Interior Design” é algo kafkaniano e caiu bem no estilo do francês Gondry e Merde conta a história de uma ‘criatura do esgoto’ – vivida por Denis Lavant – tendo Carax utilizado com domínio as câmeras (brincando com as filmagens de celular e ângulos diferentes em certo momento). Porém, o melhor é – sem dúvidas – o curta final de Joon-ho. “Shaking Tokyo” sabe utilizar a cidade em seu proveito e mostra a face de um eremita urbano isolado em sua casa por dez anos. Mesmo com um bom fechamento, ‘Tokyo!’ está longe de ser comparado aos ‘Cities of Love’, talvez por ter dois franceses envolvidos e não japoneses ou conterrâneos apaixonados por uma cidade.

(Tokyo!, França, Japão,Coréia do Sul, 2008) Diretores/Roteiristas: Joon-ho Bong, Leos Carax, Michel Gondry; Elenco: Yû Aoi, YosiYosi Arakawa, Julie Dreyfus,Denis Lavant.