Se Nada Mais Der Certo (2008)

por Luis Galvão

Se assemelhando em vários aspectos ao cinema independente e ágil de John Cassavetes, José Eduardo Belmonte teve muita liberdade e ousadia para realizar um filme que preza tanto por suas qualidades técnicas (a fotografia de André Lavenere é um achado) quanto por seu roteiro que explora personagens profundos e que acaba nos revelando muito mais do que aparenta.

São três histórias de pessoas que não tem o que perder – ou pelo menos acham isso – e que se encontram na velha situação de desespero financeiro. Léo (Cauã Reymond) é um jornalista que não recebe pelo seu trabalho, Marcin (Caroline Abras) uma prostituta lésbica e traficante e o taxista Wilson (João Miguel), cujo pai acabou de cometer suicídio. O trio se conhece e começa a cometer certos delitos que, com o passar do tempo, vão se tornando cada vez maiores.

É interessante perceber o quanto Belmonte tinha controle do que tinha em mãos, ele sabe jogar com as características de cada personagem com maestria e desenvolve todo o projeto como uma cadeia impossível de se interromper. Se no começo do filme vemos na tríade uma esperança latente, no final notamos que eles foram vítimas da sociedade capitalista que de certa forma obrigou-os a entrar nesse submundo da marginalidade. E o cenário não poderia ser mais propício, São Paulo é uma metrópole caótica filmada de forma crua e cruel e acaba não deixando saídas para redenção.

Muito mais que essa simples questão, ‘Se Nada Mais Der Certo’ ainda tem o mérito de ter coadjuvantes tão interessantes quanto os protagonistas. Leandra Leal (indicada a Melhor atriz Coadjuvante no GP Brasil), Antonio Petrin e Milhem Cortaz desempenham papéis fundamentais para essa obra que desconstrói o (anti)herói brasileiro e ainda traz uma singela mensagem na forma da inocência de uma criança que brinca de bolha de sabão enquanto a mãe se debruça sobre contas a pagar. José Eduardo Belmonte reuniu um elenco magnífico, um roteiro inteligente e uma parte técnica invejável para realizar mais uma grande surpresa do cinema nacional.

Se Nada Mais Der Certo (Se Nada Mais Der Certo, Brasil, 2008) Diretor: José Eduardo Belmonte; Roteiristas: José Eduardo Belmonte, Luis Carlos Pacca; Elenco: Cauã Reymond, Caroline Abras, João Miguel, Luiza Mariane, Milhem Cortaz, Antonio Petrin, Leandra Leal, Adriana Lodi, Luisa Micheletti; 120 min.