Um Sonho Possível (2009)

por Luis Galvão

Sabe aquele filme que é leve, descontraído e tem uma história de vida por traz que inspira e motiva? ‘Um Sonho Possível’ é um belo exemplo e talvez – exatamente por isso – não agrade os mais exigentes, mas encante a maioria. De fato, o sucesso todo desse longa cabe a Miss Simpatia Sandra Bullock, que transforma um personagem aparentemente inverossímil em um poço de caridade.

‘Big’ Michael (Quinton Aaroni) é um jovem negro abandonado, que vê a chance de estudar em um bom colégio graças a sua habilidade no futebol americano. No entanto, mais difícil que entrar no novo colégio, é superar suas dificuldades de aprendizado e socialização. Até que Leigh Anne Touhy (Bullock), a mãe de dois alunos da mesma instituição, acolhe esse jovem e o ajuda a enfrentar os obstáculos que estarão por vim.

John Lee Hancock é um diretor que joga a força do filme em cima do sentimentalismo e da protagonista, ele não se mostra adepto de inovações e guia a película com a própria força da história – baseada em fatos reais. O elenco faz o seu trabalho honesto e limitado pelo roteiro que não aprofunda personalidades, a não ser de Leigh e do Michael. Destacando Lily Collins e Jae Head como os filhos e ‘irmãos’ do ator principal que dão um sopro de criatividade ao longa.

Dizer que o trabalho de Bullock vai ser inesquecível, é mentira. Ela está boa, dando uma alma necessária ao filme, mas longe de ser a melhor interpretação da temporada. O filme também não ajuda e não sai do previsível, com as coisas sempre dão certo para todos, e isso incomoda um pouco. Talvez por isso a rejeição de muitos que gostam de dramas exacerbados, viradas triunfais e términos infelizes, Lee Hancock vai contra isso tudo. O ‘felizes para sempre’ junto a um sorriso no rosto daqueles que se comovem é incontrolável, graças à simpatia de Bullock, as conquistas de Michael e a história real de superação.

8,5/10
Um Sonho Possível (The Blind Side, EUA, 2009);Diretor: John Lee Hancock; Roteiristas): John Lee Hancock, Michael Lewis;Elenco: Sandra Bullock, Tim McGraw, Quinton Aaron, Jae Head, Lily Collins, Ray McKinnon, Kim Dickens, Adriane Lenox, Kathy Bates, Catherine Dyer, Andy Stahl, Tom Nowicki, Libby Whittemore, Brian Hollan, Melody Weintraub;128 min.