Vício Frenético (2010)

por Luis Galvão

Não sou muito conhecedor do cinema de Herzog, provavelmente só assistir aquele famoso ‘Aguirre, A Cólera dos Deuses’ e – para ser sincero – nem gostei muito. Mas uma impressão certa que me deixou foi que esse diretor alemão tem uma mão forte e faz uma linha pós-naturalista sem medo de mostrar realidades sujas dos homens. Aqui ele escalou o já batido Nicolas Cage para interpretar um tenente corrupto, drogado e mafioso que se envolve em um caso de assassinato em New Orleans.

Terence McDonagh (Cage) acaba de ser condecorado por seus serviços e está em um caso de homicídio de uma família que parecia estar envolvida em o contrabando de drogas. Porém ele tem mais problemas do que solucionar as causas dessas mortes. Ele está endividado em jogos, tem uma dor insuportável nas costas e é viciado em Vicodin e cocaína, com tudo isso em sua mente, McDonagh vive sobre ‘pressão’ e nota que suas atividades ilegais estão interferindo no caso e o transformando em uma pessoa arrogante, maquiavélica e insuportável. E isso tudo não são coisas bem vistas nem pelos policias nem pelos criminosos.

Como dá para notar, qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência. Policiais desse tipo existem em qualquer lugar, mas o Tenente parece ser uma espécie de extrapolação do concreto, acho até, que o Nicolas e o Herzog estimularam a criação desse personagem um pouco irreal só que com traços verossímeis. As caras de louco, as mãos trêmulas e as falas grotescas em outras situações se sobrepõem a ficção e ditam o tom hediondo escolhido. Isso pode ser um grande erro da película.

New Orleans está recém acabada por causa dos desastres e isso dá ao filme uma fotográfica cruel e imunda, os cortes rápidos e as cenas intercaladas dão agilidade ao longa e até mesmo o Cage, que é um ator que eu não gosto, se sai bem. Herzog é um diretor que sabe onde colocar a câmera e acompanhado de bons técnicos, nos dá uma obra eletrizante, mas ao mesmo tempo em que me soou um pouco falsa e exagerada. É a realidade sem maquiagem que parece muito inventiva.

7,8/10
Vício Frenético (Bad Lieutenant: Port of Call New Orleans, EUA, 2009) Direção: Werner Herzog; Roteiristas: William Finkelstein, Victor Argo, Paul Calderon, Abel Ferrara, Zoë Lund Elenco: Nicolas Cage, Val Kilmer, Eva Mendes, Jennifer Coolidge, Fairuza Balk, Brad Dourif, Michael Shannon, Shawn Hatosy. 121min.