Gigante (2009)

por Luis Galvão

Quando um diretor realiza seu primeiro trabalho, ele tenta mostrar características que o acompanharam pelo resto da vida. O uruguaio Adrián Biniez começou em 2006 com um jogo visual ótimo no curta ‘8 Horas’ e aqui chegou ao seu melhor trabalho (e primeiro longa) sem perder a sensibilidade que o deu destaque. ‘Gigante’ é um trabalho suscetível a erros, mas passa longe dos clichês que poderiam ser usados e nos revela uma ótima obra de um país não muito expressivo cinematograficamente.

‘Gigante’ conta a história de Jara (o estreante Horacio Camandule), o segurança noturno de um supermercado que em uma de suas monótonas vigias se depara com a figura de Julia (Leonor Svarcas), uma faxineira que o encanta de uma forma arrebatadora. Porém Jara é um homem tímido ao extremo e não tem coragem de chegar até ela para conversar nada, apenas observa e – a partir de um momento – a segue por onde quer que ela vá. No entanto, chega um dia em que o supermercado vai despedir certos funcionários e Jara teme que sua amada esteja no meio dos demitidos e arruma um jeito disso não acontecer.

O longa tem pouquíssimos diálogos, aqui as imagens falam mais que mil palavras e isso tem um efeito tão emocionante que pouco se nota a falta de ‘voz’ nos personagens. Horacio e Leonor são os tipos de atores que conseguem se expressar a partir dos poucos movimentos, dos detalhes que no final fazem com que conheçamos a verdadeira identidade dessas personalidades tão diferentes e peculiares. A câmera parada nos faz observar os pequenos gestos e apreciar a vida do jeito que o segurança provavelmente vê, e a história – mesmo com um final previsível – envolve.

Adrián faz uma obra que poderia usar os lugares-comuns românticos do amor platônico, mas a câmera junto à direção introspectiva faz uma obra intensa e comovente. E são necessários apenas noventa minutos para que Jara nos conquiste e nos mostre a verdadeira força do amor que vem de um grandalhão, desajeitado e tímido segurança. Porém mais que isso, mostra que o cinema, mesmo sem apoio e investimento do governo uruguaio, pode surpreender.

7,5/10
(Gigante, Uruguai, Argentina, Alemanha, Espanha, 2009) Diretor/ Roteirista: Adrián Biniez;Elenco: Horacio Camandule, Leonor Svarcas, Fernando Alonso, Diego Artucio, Ariel Caldarelli, Fabiana Charlo;84 min